O site de relacionamento Coroa Metade fez uma instigante pesquisa entre os usuários do site, nas faixas de 40 a 49 anos, 50 a 59 e 60 a 69, se os homens e mulheres que já são pais querem ter filhos novamente; e se homens e mulheres que não têm filhos querem ser pais pela primeira vez. Hoje, cerca de 45% dos usuários são homens e 55% mulheres. Com 23,4 milhões de páginas vistas, 2,1 milhões de visitantes, 81 mil cadastros e 30 casamentos feitos em pouco mais de dois anos e meio, o site de relacionamento Coroa Metade (www.coroametade.com.br) é voltado para pessoas maduras, a partir de 40 anos, que procuram na Internet alguém com os mesmos valores e objetivos para compartilhar os bons momentos da vida a dois.
A pesquisa foi realizada de forma “passiva’, de acordo com os dados preenchidos no cadastro pelos usuários do site. Os números apurados são os seguintes:
 

Homens sem filhos em relação a ter filhos:

 

De 40 a 49 anos:

63,7% não pensam nisso no momento

17,6% não quer ter filhos

18,7% quer ter filhos

 

De 50 a 59 anos:

50,5% não pensa nisso no momento

39,2% não quer ter filhos

10,3% Quer ter filhos

 

De 60 a 69 anos:

34,6% não pensa nisso no momento

55,8 % não quer ter filhos

9,6% quer ter filhos

 

Homens com filhos em relação a ter filhos:

 

De 40 a 49 anos:

65,1% não pensam nisso no momento

27,5% não quer ter filhos

7,4% quer ter filhos

 

De 50 a 59 anos:

47,4% não pensa nisso no momento

49,9% não quer ter filhos

2,7% quer ter filhos

 

De 60 a 69 anos:

31,6% não pensa nisso no momento

68,4% não quer ter filhos

0% quer ter filhos.

 

Já os resultados da pesquisa entre as mulheres são os seguintes:

 

Mulheres sem filhos em relação a ter filhos:

 

De 40 a 49 anos:

52,8% não pensam nisso no momento

31,1 % não quer ter filhos

16,1% quer ter filhos

 

De 50 a 59 anos:

34% não pensa nisso no momento

64,6% não quer ter filhos

1,4% quer ter filhos

 

De 60 a 69 anos:

26,1% não pensa nisso no momento

73,9 % não quer ter filhos

0% quer ter filhos

 

Mulheres com filhos em relação a ter filhos:

 

De 40 a 49 anos:

35,7% não pensam nisso no momento

62,2% não quer ter filhos

2,1% quer ter filhos

 

 

De 50 a 59 anos:

15% não pensa nisso no momento

84,5% não quer ter filhos

0,5% quer ter filhos

 

De 60 a 69 anos:

15,7% não pensa nisso no momento

83,8% não quer ter filhos

0,5% quer ter filhos.

 

Obs: na pesquisa não foi especificado se os filhos são “naturais” ou se podem ser adotivos. 

 

Sobre o site Coroa Metade

site de relacionamento Coroa Metade (www.coroametade.com.br) foi idealizado e criado pelo jornalista e cronista Airton Gontow, com base na sua história* pessoal e também nas histórias de amigos que estavam solteiros ou separados aos 40 anos e vivenciaram as dificuldades para se encontrar pessoas para uma relação estável. “Já temos 60 pessoas que saíram do site porque encontraram um parceiro ou parceira. São 30 casamentos! É gratificante. Digo sempre que devo ser um caso raro de empresário, porque festejo a cada cliente que perco”, afirma Gontow.

O Coroa Metade segue o modelo de matchmaker, sites de encontros, surgidos nos EUA, onde as pessoas preenchem amplos cadastros antes de começar a teclar. O objetivo é traçar o perfil pessoal do eventual parceiro (a) e assim aumentar as chances de encontrar alguém que realmente valha a pena.  O modelo tem dado resultados expressivos. Segundo dados da empresa Experian Hitwise, nos últimos três anos aumentou em 39% o número de pessoas a partir de 55 anos que usam sites de relacionamento.

O preço da assinatura mensal do Coroa Metade vai de R$ 18,90 a R$ 37,90, dependendo do prazo e forma de pagamento. A assinatura de apenas um mês sai por R$ 37,90. A trimestral sai por R$ 74,70 (em até 3 X de 24,90 com cartão de crédito) e a semestral à vista por R$ 113,40 (que equivale a R$ 18,90 por mês, ou seja, 50% de desconto em relação ao preço da assinatura mensal) ou R$ 125,40 a prazo (em até 6 X de 20,90, com cartão de crédito). O site dá de presente a “degustação” da assinatura por uma semana.     

O nome Coroa Metade foi uma grande sacada, por resumir em duas palavras o objetivo do site e, claro, remeter à conhecida expressão “procuro pela minha cara metade”. Mesmo assim, Gontow só decidiu que esse seria mesmo o nome após meses de exaustivas pesquisas de opinião em diferentes lugares de São Paulo e Porto Alegre, sua cidade natal. “Vimos que algumas pessoas não querem ser chamadas de coroas, mas o nome teve 84% de aprovação.  Foi a informação que precisávamos para lançar o site. De maneira geral, as pessoas percebem que é um nome carinhoso e, acima de tudo, hoje a moda não é esconder a idade, mas mostrar que tem saúde e qualidade de vida, na idade que a pessoa tem”, afirma.

         “Vimos também, em nossas pesquisas e encontros realizados com grupos que têm o perfil do site, que a idade torna as pessoas mais seletivas. O site é procurado basicamente por homens e mulheres que não têm tempo a perder em encontros sem sentido, mas que ainda acreditam que é possível encontrar a sua coroa metade”, conta Gontow, que acrescenta: “Buscamos garantir aos nossos usuários a oportunidade de conhecer com discrição, foco e privacidade pessoas interessantes, com os mesmos valores e objetivos, para compartilhar os bons momentos da vida a dois”.

 

Números gerais do site Coroa Metade*

81 mil cadastros;

23,4 milhões de páginas vistas;

2,1 milhões de visitantes;

42% com formação superior.

55% de mulheres;

45% de homens;

42% entre 40 e 49 anos;

41% entre 50 e 59 anos;

15% entre 60 e 69 anos; 

2%   acima de 70 anos.

 

 

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS