O apresentador da ESPN, apaixonado por música, se apresenta com sua voz e violão na próxima sexta-feira, dia  30 de maio, das 19h às 22h. No repertório do GOLD CANALHA, histórias do futebol, bate-papo com os clientes que se tornam também comentaristas e, claro, muita música, com destaque para o rock.

 

João Canalha faz show no bar O Torcedor

São Paulo - João Carlos Albuquerque, o “Canalha”, um dos apresentadores esportivos mais “figuras” e “caras-de-pau” da televisão brasileira, resolveu juntar a bola com a vontade de cantar. Aproveitando (espertamente!) a chegada da Copa, ele vai “bater bola” e soltar a voz no bar O Torcedor, no estádio do Pacaembu, no show GOLD CANALHA no dia 30 de maio, sexta-feira, das 19 às 22h. O preço da entrada é de R$ 20,00 por pessoa.

“A ideia é cantar vários estilos musicais e falar de futebol, Seleção, Parmera, Curintia, Tricolor, Peixe e mais o que rolar, com os comentaristas do público”, diz o jornalista.  “Os técnicos de plantão que quiserem participar terão um microfone à disposição para dar seu recado à plateia”, acrescenta o apresentador do Bate Bola, um dos programas de maior audiência da ESPN.

Entre uma rodada e outra de chope, comidinhas e bate-papo, Canalha apresenta rock, baladas e MPB: America, The Beatles, Carly Simon, Elton John, Gilbert O’Sullivan, Men at Work, Caetano, Gonzaguinha, Lulu, Marina e Rita Lee estão entre os cantores e bandas que imortalizaram os vários sucessos que adora cantar e tocar no seu violão. “Tentaremos apresentar músicas dos períodos que forem debatidos. Por exemplo, se falarmos sobre as Copas de 62 e 66, o repertório terá os Beatles”, explica Canalha, que além do futebol e do Santos (do qual é torcedor assumido) tem diversas outras paixões, como cinema, Itália e literatura.

Intenso, o conhecido apresentador, que já sonhou em ser goleiro de futebol (foi um bom arqueiro na várzea), músico profissional e professor de filosofia, prepara dois livros: um sobre uma viagem que fez de carro pela Itália e outro sobre cinema italiano.

João Carlos Albuquerque Veronese é conhecido como João “Canalha” ou simplesmente Canalha, pelo frequente uso deste adjetivo quando se refere a colegas de trabalho, amigos e telespectadores: “Fala Canalha!”, costuma dizer.

O jornalista, que toca desde os 12 anos, já se apresentou em diversas cidades de São Paulo, especialmente em Brotas, sua cidade natal, onde participa de uma banda.

Segundo ele, muitos amigos da música e da bola devem comparecer ao show da próxima sexta-feira no bar O Torcedor. “Mas não chamo ninguém pessoalmente. Acho chato essa história de ligar para cada um e pedir que compareça”, diz.

Apresentador da ESPN tem múltiplas paixões, como Música, Cinema e Literatura

Além do show e do bate-papo haverá brindes (camisetas dos times e outros artigos ligados ao futebol), para os melhores “comentaristas” da noite, eleitos pelo público.

Sobre o Bar O Torcedor

O estádio do Pacaembu não tem o padrão Fifa, mas – e talvez também um pouco por isso – está no coração dos paulistanos e apaixonados por futebol em geral. É por este motivo que o bar O Torcedor, situado do lado direito da belíssima e romântica fachada do estádio, é cada vez mais frequentado por quem procura um bar temático e bem situado.

Com poucas mesas em seu interior e também mesinhas externas, esse bar, com capacidade para 130 pessoas (em eventos pode atender a até 300 pessoas, com a colocação de mesas, porque o salão pode ser estendido), é normalmente tranquilo, frequentado por turistas antes ou depois de visitarem o ótimo Museu do Futebol; e também, no almoço durante a semana, por pessoas que trabalham na região.

A casa tem 22 televisões de 22 polegadas e uma de 50 polegadas. Para a Copa, receberá mais duas televisões de 50 polegadas e um vídeo wall.  Além disso, tem cardápio em inglês e funcionários que falam inglês.
Bar O Torcedor – Praça Charles Miller, s/n (Estádio do Pacaembu – São Paulo – São Paulo – Telefone 3969-0739 e 3367-3601). Cartões: todos. Cheques: não. Acesso para deficientes: sim. Banheiro para deficientes: sim – Chope Brahma:  R$ 5,50 (330ml – claro), R$ 5,90 (330ml – black) e R$ 6,90 (500ml – claro); Água (R$ 4,00, 500 ml), Café: R$ 3,90; Almoço Executivo: R$ 42,00 o kg, de segunda à sexta-feira, das 12h às 16h. Abre das 9h às 22h, com exceção das terças-feiras, quando fica aberto até a 1h. Nesta próxima sexta, dia 30 de maio, ficará aberto até o último cliente.

 

 

 

 

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS