A casa traz o melhor da cozinha do Nordeste.  Nas noites de quinta a sábado e aos domingos no almoço há música ao vivo, para ouvir e dançar, em um salão anexo ao principal, onde há um charmoso palco em forma de sanfona.

 

Porção de mini acarajés, uma das delícias da casa.

Porção de mini acarajés, uma das delícias da casa.

“Eu vou contar pra você como se come bem no Baião e, se não quiser ler todo o release, nas fotos preste atenção…”

Tudo bem, tudo bem, o verso (cordel?) que abre esse texto não é tão bom assim, mas a casa que apresentamos é:  Baião – Cozinha Nordestina! O novo restaurante fica à rua Traipu 91, tels: 4306-2078 e 4306-2082, em um ponto que já recebeu restaurantes, como a “Pizza na Roça” e a churrascaria “A Toca”.

Bobó de Camarão

Bobó de Camarão

A casa encanta os clientes logo ao primeiro contato.  Na entrada, há um enorme boneco de cangaceiro. Logo após, uma aconchegante sala de espera e um “quiosque”, onde uma “baiana legítima” faz o acarajé. Logo depois, fica o salão principal, com capacidade para 120 pessoas e simpáticos garçons com trajes típicos do Nordeste. Um bar feito com pau a pique e telhas separa o salão principal de uma pista de dança, onde há um palco em forma de sanfona.

Da pista, é possível observar uma organizada cozinha-show. Há também algumas poucas mesinhas do lado de fora, na lateral da casa, e um jardim à frente, do lado direito da entrada, que representa o sonho do nordestino de que um dia exista água e verde em abundância nos nove estados da região. Embaixo, descendo uma bela e colorida escadaria que remete às ruas de Pipa, no Rio Grande do Norte, há outro salão (70 lugares), com cozinha independente, que por enquanto é utilizado apenas para festas e eventos.

Escadaria remete às ruas de Pipa

Escadaria remete às ruas de Pipa

O proprietário da casa, José Lourenço dos Santos Júnior, 39 anos, o “Júnior”, é sócio, ao lado do pai (José Lourenço dos Santos, o “Seu Lourenço”), da tradicional pizzaria Paulino, nos endereços das ruas João Ramalho (Perdizes) e João Moura (Pinheiros).  Filho de alagoanos e apaixonado por comida regional, frequentou desde cedo os restaurantes nordestinos da Cidade e sempre teve, segundo conta, “o sonho de montar um restaurante com a comida do Nordeste em São Paulo”.

O charmoso bar separa o salão principal da pista de dança

O charmoso bar separa o salão principal da pista de dança

Antes de abrir o Baião viajou três vezes ao Nordeste, com a namorada, Graziela Santana Santos, baiana que vive há 12 anos em São Paulo, para “comer em restaurantes famosos, como o Camarões, em Natal; Parraxaxá, no Recife, e Bodega do Sertão, em Maceió; mas também em pequenos estabelecimentos encontrados à beira do caminho, em cidadezinhas e à beira da praia”. Nas viagens adquiriu também, principalmente em Caruaru, em Pernambuco; e Trancoso, na Bahia, quase toda a decoração da casa, como o porta-guardanapos, que é um lindo carrinho de boi, as luminárias, os jogos americanos (ops!,nordestinos!) e as centenas de bonequinhos com personagens da região.  Destaque também para os nove cordéis que fazem referência a todos os estados da região:  Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Agora, Júnior está em contato com as secretarias de Turismo e de Cultura dos estados do Nordeste para obter imagens – fotos e filmes – para passar permanentemente na TV do restaurante. (“Em alguns dias a televisão só terá essas imagens, sem estar sintonizada em qualquer canal”, afirma.)

José Lourenço dos Santos Júnior, sócio do Baião

José Lourenço dos Santos Júnior, sócio do Baião

Um dos grandes destaques da casa é o já citado palco em forma de sanfona, homenagem ao seu pai e sócio na pizzaria. “Como ele é sanfoneiro e a música, além da gastronomia, sempre foram meus maiores elos com o Nordeste, esse palco foi uma forma de referência, respeito e agradecimento”, diz Júnior.

A casa abre de segundas às quartas-feiras, das 11h30 à meia-noite; às quintas, sextas e sábados, das 11h30 às 3h; e aos domingos e feriados das 11h às 18h. Quer ser uma boa alternativa para os paulistanos e turistas que não têm horários definidos para comer na Cidade.  A música ao vivo acontece de quintas a sábados, das 21h às 3h, e aos domingos, das 13h às 18h.  “A música é de qualidade, sempre nordestina, Forró Pé de Serra tocado em um salão separado e no tom adequado, para não atrapalhar quem está no salão principal e quer simplesmente conversar”, diz Júnior. Quando não estão os músicos, o som ambiente traz canções do Nordeste de qualidade, também no tom certo, de autores como L. Gonzaga, Alceu Valença e Dominguinhos.

Maria Bonita e Lampião: deliciosa porção!

Moqueca de Camarão e Peixe: ideal também para os dias de frio.

Moqueca de Camarão e Peixe: ideal também para os dias de frio.

Entre as opções do cardápio, destaque para o Acarajé (feito com massa de feijão, acompanhado de camarão, vatapá, caruru e vinagrete – R$ 15,50); a porção de mini acarajés (seis unidades com camarão, vatapá, caruru e vinagrete – R$ 38,50), os bolinhos (oito  unidades – como de macaxeira com carne de sol, por R$ 28,50; e de bacalhau; por R$ 24,50; e Maria Bonita e Lampião, com massa à base de macaxeira e recheio com queijo coalho, rapadura e pimenta biquinho, por R$ 24,50); Tapioca de carne seca com nata (R$ 13,50 individual); porções, como Carne de panela com farofa e pimenta biquinho, por R$ 25,00), Queijo coalho na brasa com melaço (R$ 7,90)  e Chips (de macaxeira, de batata doce ou de batata – R$ 10,50); Salada de Frutos do Mar (com cenoura, batatas, tomate, palmito, ervilhas e frutos do mar – R$ 55,00 para duas pessoas e R$ 35,75 individual), Xinxim de Galinha (acompanham farofa e arroz branco – R$ 85,00 para duas pessoas e R$ 48,00 individual), Galinha Caipira (acompanham arroz branco, pirão, mandioca, jerimum e batata doce – R$ 45,8- e R$ 27,50), Carne de sol com queijo coalho (acompanham arroz branco, feijão fradinho e farofa paçoca – R$ 35,00 individual), Baião de Dois com carne de sol (com macaxeira, jerimum e batata doce – R$ 65,00 para duas pessoas e R$ 42,25 individual),   Escondidinho de Camarão (R$ 74,00 para duas pessoas e R$ 51,80 para uma pessoa), Rabada (com polenta com agrião e arroz branco – R$ 45,00 para duas pessoas e R$ 27,50 individual), Dobradinha (com arroz e torrada – R$ 42,00 para duas e R$ 25,50 individual), Buchada (com Pirão – R$ 85,00 para duas pessoas); Moqueca de Camarão e Peixe (acompanham arroz branco, pirão de peixe e farofa de dendê – R$ 140,00 para duas pessoas e R$ 91,00 individual), Bobó de Camarão (acompanham arroz branco, pirão de peixe e farofa de dendê – R$ 150,00 para duas pessoas e R$ 97,50 individual), Camarão no Coco (com arroz de manga e salada de alface, rúcula e tomate – R$ 160,00), Ensopado de Bode (acompanham arroz branco, pirão de peixe e farofa de dendê – R$ 52,00 para duas pessoas e R$ 33,80 individual), Pintado enrolado na folha de bananeira na brasa (com farofa de banana, arroz branco e vinagrete – R$ 90,00 para duas pessoas e R$ 63,00 individual) e o Peixe assado inteiro (com macaxeira cozida, feijão fradinho e vinagrete – R$ 115,00 para duas pessoas  e R$ 80,50 individual). Os pratos para uma ou duas pessoas são muito bem servidos.  Com a chegada do frio, também são muito pedidos os caldinhos de Mocotó (R$ 15,00), Feijão (R$ 11,00), Camarão (R$ 17,00) e Sururu (R$ 14,00).

Ensopado de bode!

Ensopado de bode!

Chope Brahma na caneca

Chope Brahma na caneca

Entre as bebidas, um muito bem tirado chope Brahma claro (R$ 7,70) e Black (R$ 9,50) em lindas canecas com o logo da casa (repare na original chopeira, que lembra a saia de uma baiana).  Muitas pessoas também pedem cervejas, que chegam em cumbucas com gelo. A boa Carta de Vinhos e Espumantes traz interessantes sugestões de harmonização com os pratos, petiscos e sobremesas. Destaque ainda para a Carta de Cachaças, com um bom número de sugestões produzidas no Nordeste, como a Rainha Paraibana, (R$ 8,00) da cidade de Bananeiras (na Paraíba, claro), a também paraibana Serra Limpa, de Duas Estradas (R$ 11,50) e a Gogó da Ema, de São Sebastião, Alagoas (R$ 12,80).  Há mais cachaças da Paraíba e de outros estados do Nordeste, como a Kariri Ouro (Barbalha, Ceará, R$ 7,00), Serra das Almas (Rio das Contas, Bahia, R$ 8,50), Mucuri Prata (Aracaju, Sergipe, R$ 3,50) e Carvalheira Ouro (Recife, Pernambuco, R$ 10,60), além de cachaças de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

Entre as sobremesas, Pudim de Tapioca (R$ 14,00), Torta de queijo coalho com calda de goiabada, R$ 13,50, cocada branca cremosa (10,50), Banana Real (com massa de pastel, com banana da terra, salpicada com açúcar e canela – R$ 11,80) e sorvete (tapioca, paçoca, abóbora com coco, rapadura e chocolate – R$ 8,50 uma bola e R$ 15,00 duas bolas).

 

Baião – Cozinha Nordestina – Rua Traipu, 91 – Pacaembu – São Paulo  – www.baiaocozinhanordestina.com.br – Tels: 11 – 4306-2078 e 4306-2082 –  Abertura da casa; 22 de outubro de 2015. Inauguração da casa: 11 de fevereiro de 2016.; Horários: de segunda às quartas-feiras, das 11h30 à meia-noite; às quintas, sextas e sábados das 11h30 às 3h; e aos domingos e feriados das 11h às 18h. Música ao vivo, de quintas a sábados, das 21h às 3h, e aos domingos, das 13h às 18h.  O couvert artístico é de R$ 5,00 às quintas, de R$ 10,00 às sextas, R$ 15,00 aos sábados e R$ 5,00 aos domingos e feriados.  Delivery: sim (com taxa de R$ 3,00), das 11h30 à meia-noite, todos os dias, para os bairros do Pacaembu, Perdizes, Pompéia, Sumaré, Água Branca, Cc: Aceita todos menos o Amex; Tickets: VR, Ticket Restaurante e Sodexo. Cheques: não.  Água de Coco: R$ 7,10. Água Mineral: R$ 5,30.  Chope Brahma:  claro, por R$ 7,70 (300ml) e Black, por R$ 9,50 (300 ml). Área para fumantes: sim (tanto em cima quanto no salão de baixo). Estacionamento com manobrista: de segunda à sexta é gratuito no almoço. Em todas as noites e aos sábados e domingos, é R$ 12,00. Café: R$ 3,00 (individual, coado na própria mesa). Tem pratos executivos no almoço de segunda a sexta-feira. Acesso para deficientes: sim; Banheiro adaptado para deficientes: sim. Ar-condicionado: sim (em todos os salões). Área de fumantes: sim (externa). Música ao vivo: sim (às quintas, sextas-feiras e sábados, das 21h às 3h; e aos domingos das 13h às 18h) de segunda a sábado à noite). Couvert Artístico: R$ 5,00 às quintas-feiras à noite e domingos no almoço; R$ 10,00 às sextas-feiras à noite e R$ 15,00 aos sábados à noite.  Promoções de inauguração (até 31 de julho): às segundas e terças-feiras, chope em dobro, das 17h às 21h; às quartas-feiras, quem compra um balde com seis cervejas ganha uma porção de bolinhos; às quintas-feiras, há caipirinha em dobro.

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS