Dilma ganhou em Minas, em pleno quintal do Aécio. Mas foi massacrada em Brasília.

 

Por Airton Gontow

 

Aécio Neves: derrota no próprio quintal

Aécio Neves sofreu uma forte derrota em seu quintal (e ninguém valoriza tanto o quintal quanto os mineiros). Seu candidato ao governo estadual perdeu no primeiro turno (Fernando Pimentel, do PT, ficou com 52,98% contra 41,89% de Pimenta da Veiga do PSDB)! Na eleição ao cargo máximo do País, em Minas a “presidenta” recebeu 43,48% dos votos, enquanto obteve Aécio levou 39,75%. Dupla vitória para a “mineira” Dilma diante do mineiro Aécio.

No Rio Grande do Sul, a “gaúcha” Dilma ganhou apertado a disputa para a Presidência: 43,21% dos votos contra 41,42% de Aécio. Mas o PT foi surpreendido pela chegada de seu candidato Tarso Genro apenas em segundo lugar (32,57% dos votos) contra os 40,40% de José Ivo Sartori, do PMDB. O PT de Dilma também sofreu o revez de perder “em casa” a disputa para o Senado, já que o petista histórico Olívio Dutra parecia na última semana ter arrancado definitivamente para a vitória. Ao final, 37,43% do candidato do PDT contra 35,31% de Dutra.

Dilma Rousseff: apenas em terceiro na própria “casa”

Em Brasília, a “presidenta” sofreu contundente derrota, em plena capital federal, onde vive e governa. Seu candidato ao governo, o atual governador, Agnello Queiroz, do PT, ficou apenas em terceiro lugar e nem ao menos chegou ao segundo turno. Ficou com 19,53% dos votos, contra 27,22% de Jofran Frejat, do PR; e 44% de Rodrigo Sobral Rollemberg, do PSB. Também ficou em terceiro na disputa para a Presidência. Aécio levou 36,10% dos votos, Marina Silva ficou com 35,81% e Dilma Rousseff com 23,02.

Quais resultados do primeiro turno serão melhor aproveitados pelos candidatos e seus marqueteiros?

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS