Pesquisa aponta que punição para pedofilia, utilização de células-tronco e controle da natalidade por meio do uso de preservativos são os principais assuntos que precisam ser revistos.Mesmo assim, 66% dos católicos acham boa a reputação da Igreja Católica.Os católicos do país querem mudanças  profundas na forma de atuação da Igreja. Segundo pesquisa realizada pelo painel online CONECTAí (http://br.conecta-i.com/),  uma ampla maioria (82% dos internautas brasileiros) acredita que a Igreja Católica precisa rever suas formas de atuação. Quando considerada apenas a opinião dos católicos, a porcentagem sobe para 87%.

As principais posições que necessitam de revisão, segundo os internautas, são: punição para casos de pedofilia dentro da instituição (56%); uso de células-tronco (39%), percentual que sobe para 46% entre os católicos; uso de preservativos (36%) e aceitação da homossexualidade (27%).

A reputação da Igreja Católica é boa para 45% dos internautas; nem boa e nem ruim para 37%; e ruim para 18%. Entre os católicos, 66% consideram a reputação da instituição boa.

Do total de entrevistados, 84% conhecem a Jornada Mundial da Juventude, mas apenas 4% já participaram alguma vez. Nesta edição da jornada, que está ocorrendo no Rio de Janeiro, 40% dos cariocas afirmaram que pretendem participar.

Segundo os internautas, os principais objetivos da Jornada Mundial da Juventude são: fortalecer a conexão entre os jovens e a Igreja Católica (63%), reunir jovens do mundo inteiro para uma festa religiosa (58%) e debater assuntos críticos com os jovens para alinhar o rumo da instituição (39%).

O papa Francisco, que está no Brasil participando da Jornada Mundial da Juventude, tem sua popularidade avaliada como boa por 79% dos internautas, percentual que sobe para 93% entre os católicos. De 0 a 10, Francisco recebe nota 7,34, acima dos 5,46 de Bento XVI, mas ainda abaixo dos 8,45 de João Paulo II. A pesquisa foi realizada entre os dias 22 e 24 de julho, com 1014 internautas do painel CONECTAí, de todo o país.  A participação é voluntária e, ao responder as perguntas, além de compartilhar a sua opinião, o participante acumula pontos que podem ser trocados por prêmios. Os interessados podem se inscrever no site http://conecta-i.com/painel.

 A pesquisa mostra também que 41% dos usuários de internet do Brasil são católicos, 18% evangélicos e 10% ateus/agnósticos. Do total de entrevistados, 30% são pouco ou nada ligados à religião, porém, quando considerados apenas os evangélicos, esse percentual recua para 10%. Assim, o vínculo e a prática em relação à religião se mostra mais forte entre os evangélicos, já que 78% declaram ser ligados à religião e praticarem com frequência, enquanto entre os católicos esse percentual é de 57%.

 


Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS