O cantor argentino estreia a Terça Nobre, que este mês terá ainda Moacyr Franco (dia 19) e Jerry Adriani (26) como atrações.  O show acontece no dia 12 de agosto, a partir das 22h.

 

Orlando Alvarado se apresenta no Bar Brahma

O argentino Orlando Alvarado, cantor que fez grande sucesso nos anos 60 e 70 no Brasil, volta ao País e se apresenta no Bar Brahma na próxima terça-feira, 12 de agosto, às 22h. Faz o show de lançamento do Cd “Viva a América”, onde mostra repertório e estilos variados, especialmente de tangos e boleros. A músicas são cantadas, em sua maioria, em espanhol, mas há algumas em portunhol.  “O show é romântico e remete a uma noite típica de Buenos Aires, ao som de canções não apenas argentinas, mas famosas no mundo latino, imortalizadas em vozes como de Luiz Miguel, Pepino Di Capri, Sergio Endrigo, Julio Iglesias e tantos outros”, diz. Alvarado se apresenta ao lado de uma pequena banda com teclado/sanfona, guitarra/violão e contrabaixo. O preço do show é de R$ 40,00 (R$ 35,00 antecipado).  O telefone para informações e reservas é 3224-1250 e o e-mail, reservas@fabricadebares.com.br. Para informações e compras antecipadas o site do Bar Brahma é www.barbrahmacentro.com e o face, https://www.facebook.com/BarBrahmaCentro.

Na Argentina, Alvarado foi, além de cantor, compositor, bailarino e coreógrafo, um astro do Cinema. Esteve no Brasil diversas vezes, com destaque para a turnê que realizou com a famosa “Orquestra Miguel Caló” por vários estados, em cerca de 60 cidades.

“Meu plano agora é estabelecer-me por um bom tempo no Brasil, principalmente nesta cidade imensa, vibrante e também acolhedora para os artistas, que é São Paulo. E estou honrado por cantar no Bar Brahma, local privilegiado da vida da cidade, ainda mais porque estou inaugurando a Terças Nobre, que este mês terá ainda os grandes astros Moacyr Franco e Jerry Adriani”, diz o artista, que se apresentou pela última vez no Brasil há quase três anos, em curtíssima temporada, quando lançou a coletânea “Anos Dourados – 20 Super Sucessos de Orlando Alvarado”.

 

Trajetória no Brasil

Após a turnê com a Orquestra Miguel Caló, Orlando Alvarado iniciou uma trajetória de muito sucesso no Brasil. Foi contratado por Palhinha para fazer uma temporada na TV Cultura, no programa “Romerias Espanholas”. Na mesma época, foi um dos destaques de um espetáculo musical no Teatro Municipal de São Paulo e do Festival das Nações, realizado no TBC, com produção de Caetano Vedardi.

Sua performance e excelência da voz, chamou a atenção de Paulo Machado de Carvalho, então proprietário da TV Record,  que convidou-o para participar do prêmio “Roquete Pinto”, na época o mais importante troféu do País. O sucesso foi retumbante e Paulo Machado de Carvalho convidou-o novamente, agora para participar do Show Internacional de Sérgio Endrigo”, no Teatro Record, também São Paulo.

Disputado por gravadoras, foi contratado pela Continental. Algumas das músicas de seus discos chegaram ao primeiro lugar nas paradas de sucesso, como

“Camélia”, “Como Te Estranho mi Amor”, “La Professora”, “Sin tu Amor”, “Amo, Amo, Amo”, “Coração Solitário” e “Bienvenido Amor” – essa última chegou a mais de um milhão de cópias vendidas no Brasil e demais países da América Latina.

Com a repercussão, a BBC de Londres solicitou, através de John Martin, à gravadora Continental o seu sucesso “Amor y Tristeza”, para que fosse lançado no Inglaterra.

Alvarado foi muito conhecido no País. Participou de muitos programas de televisão, especialmente na Tupi e Paulista (atual Rede Globo), como Silvio Santos (“além dos programas normais de domingo, também apresentei-me dois anos consecutivos na festa de aniversário do Silvio”, conta) , Ayrton e Lolita Rodrigues,  Blota Junior, Sonia Ribeiro, Randal Juliano, Antonio Aguillar, Luiz Aguiar, Bolinha, Carlos Aguiar (rádio e televisão Gazeta), Gilberto Barros (rádio Globo). “Lembro com muito carinho de ter ido no programa do saudoso Chacrinha”, conta, acrescentando que também passou bons períodos em Pernambuco, onde foi contratado por Mayerber para programas da Rádio e TV Jornal do Comércio, além de outros veículos.

Na década de 60, Orlando Alvarado apresentou-se também nos programas da Jovem Guarda, ao lado de grandes ídolos como Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Wanderléia, Wanderley Cardoso, Jerry Adriano, Os Incríveis, The Jordans e The Jet Blaks e muitos outros.

“Meu nome e voz estão no Museu da Imagem e do Som, o MIS, aqui em São Paulo. Fico orgulhoso, mas também quero mostrar que além de ter meu nome no passado da música do continente, continuo ativo e apaixonado. Não é bonito a gente falar bem da gente mesmo, mas posso assegurar que hoje, aos 60 e poucos anos, a minha voz está ainda melhor do que já era”, afirma.

 

 

CD  “Viva a  América” (base também do show0

 

1 – É um amor cigano;

Autor: Orlando Alvarado

2 – Não são palavras lindas;

Participação especial de Beatriz Ribeiro

Autores: Miguel Angel Espinosa/Antonio Lima –  Versão Marcelo Duran

3 – Dios;

Autores: Paulo Henrique Reis/Gustavo Fernandes

4 – Perguntas e Respostas;

Participação especial de: Isaias Filho

Autor: Isaias Filho

5 – Como te estranho mi amor;

Autor: Lêo Dan

6 – Cantando;

Autores: Mercedes Simone/Nahim

7 – Aquelles Ojos Verdes;

Autores: Adolfo Utrera/Nilo Menéndez

8   – Saudades daquele lugar;

Autor: Isaias Filho

9 – Maria Isabel;

Autores:   Pedro Marcilio Barichello – Versão: Wilson Batista/Erasmo Silva

10 –  Serenata de un amor la ventana;

Autor: Isaias Filho – Versão Orlando Alvarado

11 – Meu querido amor

Autores: Palito Ortega/Dino Ramos – Versão: Orlando Alvarado

12 – Pequena Linda;

Autor: Miro Alves

Música Bonus

13 – Perguntas e Respostas;

Autor: Isaias Filho

Bar Brahma Centro –  Endereço: av. São João, 677, Centro – São Paulo.  Informações, compras e reservas pelos telefones 11-11-3224-1250, pelo site do Bar Brahma (http://www.barbrahmacentro.com/) ou pelo Facebook (https://www.facebook.com/BarBrahmaCentro). Horário de funcionamento: de segunda-feira a domingo, das 11h até o último cliente. Horário de funcionamento da cozinha:  de segundas-feiras a sábados das 11h às 3h e aos domingos das 11h à meia-noite. Almoço executivo: de segundas a sextas, das 11h às 16h, a R$ 49,90 o quilo; Aos sábados, a Feijoada da Cidade, a partir das 11h, por R$ 56,00 (com lombo, carne seca, costelinha defumada e paio acompanhada de banana à milanesa, costelinha assada, linguiça frita, laranja, farofa, torresmo e couve) e couvert artístico, a partir das 14h30, de R$ 40,00 para os homens e R$ 25,00 para as mulheres no Salão Principal (há opções em outros espaços: no Boulevard, e na Esquina MPB: R$ 20,00). Ambientes: Salão Principal, Boulevard, Brahminha e Esquina da MPB. Capacidade da casa: Salão Principal – 220 lugares, Boulevard – 150 lugares, Brahminha – 120 lugares e Esquina da MPB – 120 lugares (Total: 610 lugares). Couvert Artístico: R$ 15,00 a 75,00 (a casa tem alguns pequenos espaços, onde não há música, sem a cobrança de couvert artístico);  Chope claro (330 ml): R$ 7,20; Chope Black (430 ml): R$ 8,90; De domingo a sexta-feira, das 12h às 19h30,  chope Brahma claro custa R$ 4,99;  Long neck Brahma (355 ml): R$ 9,00;  Água: R$ 4,50; Café expresso:R$ 3,50, Cartões de Crédito: todos; Cartões de Débito: todos; Vale-refeição: Ticket Restaurante e Visa Vale; Ar-condicionado: Sim; Acesso para deficientes: Sim; Som Dolby Estéreo: Não; Som digital: Sim; Aceita cheque: não; Tem área para fumante: Sim; Aceita reserva: Sim; Vallet: R$ 20,00;Wifi: sim; Pets: Somente acompanhando portadores de deficiência visual.

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS