Acontece no dia 10 de fevereiro, no Museu da Imagem e do Som, de São Paulo, as gravações do segundo “Nova Stella – Ciência em Debate” de 2015. O programa é exibido semanalmente pela TV PUC, no Canal Universitário, e ancorado pelo multimídia José Luiz Goldfarb. Os entrevistados são a Profa. Dra. Luci Banks e o Prof. Dr. Floriano Jonas Cesar. A entrada é franca.

 

Estão marcadas para 10 de fevereiro, das 15h às 17h, no Museu da Imagem e do Som, as gravações do programa “Nova Stella – Ciência em Debate”. Como de hábito, serão gravados quatro programas, dois com cada entrevistado. Os convidados são a renomada professora Luci Banks, que atua na área de Educação com ênfase em Psicologia e realiza pesquisas nos campos do desenvolvimento humano, linguagem-discurso e argumentação-conhecimento-escola; e Floriano Jonas Cesar, que tem experiência na área de filosofia política, com ênfase na Idade Média, atuando principalmente no tema das teorias políticas no período final da Idade Média, e a influência da Medicina e Psicologia na teoria política entre 1270 e 1370. O  MIS fica à avenida Europa, 158, Jardim Europa, telefone 11-2117-4777. A entrada é franca.

É a 13ª. gravação com plateia do programa ancorado pelo multicultural José Luiz Goldfarb. O “Nova Stella – Ciência em Debate” tem o apoio do Programa de Estudos Pós-graduados em História da Ciência da PUC-SP e da Fundação SM. Cada entrevista tem 30 minutos de duração. “O Nova Stella é cada mais abrangente e instigante. “Nossas entrevistas têm atraído um público variado, que vai de apaixonados por Ciência a estudantes de Jornalismo, interessados em acompanhar o processo de produção de um programa de televisão”, afirma Goldfarb.
As entrevistas têm os seguintes temas: “O estudo  da linguagem em Psicologia: as abordagens de Piaget e Vygotski (no século XX)” e “A educação de um  garoto selvagem: o trabalho de Itard no início do século XIX”, com Luci Banks; e “Ciência e Medicina na Idade Média (no período de 1250 a 350)” e “Ciência e Política na Idade Média (no período de 1250 a 350)”, com Floriano Jonas Cesar.

O programa “Nova Stella – Ciência em Debate” é exibido no Canal Universitário (11 NET, 71 TVA, 187 TVA Digital ou on-line no site do canal universitário,http://www.cnu.org.br/ ). As gravações são transmitidas sempre às segundas às 21h30, com reprises às terças-feiras, das 12h às 14h; quartas-feiras, das 9h às 11h; às quintas-feiras, das 17h30 às 19h30; aos sábados, das 6h às 8h; e aos domingos, da 1h às 3h. Para assistir aos programas anteriores disponíveis no Youtube, basta acessar https://www.youtube.com/playlist?list=PL99vyy3WwlvrTS-lg1PoFrK4vVwHfvzzC
Sobre o programa “Nova Stella – Ciência em Debate”
        Produzido desde 2006 pela TV PUC, o programa “Nova Stella – Ciência em Debate” vai ao ar semanalmente no Canal Universitário. O professor José Luiz Goldfarb, coordenador da #REDEMIS, recebe sempre um especialista convidado para uma entrevista descontraída, abordando a Ciência sob múltiplas perspectivas. A iniciativa conta com o apoio do Programa de Estudos Pós-graduados em História da Ciência da PUC-SP e da Fundação SM.
Em uma parceria inédita entre a PUC-SP e o MIS-SP, o programa passou a ser gravado, desde fevereiro de 2014, com dois convidados especiais, no auditório do MIS.

 

Sobre os entrevistados

Luci Banks - Livre-docente, Professora colaboradora aposentada da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), co-coordenadora do GT Argumentação/Explicação: modos de construção/ constituição de conhecimento na ANPEPP. Graduada em Pedagogia, bacharelado e licenciatura (Universidade de São Paulo) e em Psicologia (Université de Genève) Mestre em Psychologie Génétique et Expérimentale (Université de Genève), D.E.A. en Sciences du Langage (Ecole de Hautes Etudes en Sciences Sociales), Doutorado em Linguística (Universidade Estadual de Campinas). Estágios de pós-doutorado (CAPES/MEC) nas Universidades de Paris V e de Paris XIII.Atua na área de Educação com ênfase em Psicologia, realiza pesquisas nos seguintes campos: desenvolvimento humano, linguagem-discurso e argumentação-conhecimento-escola.

Floriano Jonas Cesar – Possui bacharelado e licenciatura em filosofia pela Universidade de São Paulo (1989), mestrado em filosofia pela Universidade de São Paulo (1995), Master of Studies in Historical Research – Medieval pela Universidade de Oxford (1998) e doutorado em filosofia pela Universidade de São Paulo (2000). Fez pós-doutorado no Wellcome Trust Centre for the History of Medicine at University College London entre 2005 e 2009, onde estudou a influência da medicina e psicologia escolásticas sobre a filosofia política em fins da idade média. Tem experiência na área de filosofia política, com ênfase na idade média, atuando principalmente nos seguintes temas: teorias políticas em fins da idade média, e a influência da medicina e psicologia na teoria política entre 1270 e 1370.

Sobre o âncora do programa

José Luiz Goldfarb – Atua em diversas áreas do conhecimento. Possui graduação em Física pela Universidade de São Paulo (1978), mestrado em Filosofia e História da Ciência – McGill University, Canadá (1980) e doutorado em História da Ciência pela Universidade de São Paulo (1992). Foi curador por 22 anos do Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, considerado a principal premiação da literatura do país; presidente da Cátedra de Cultura Judaica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e professor e vice-coordenador do Programa de Estudos de Pós-Graduação em História da Ciência da PUC-SP.

É coordenador do programa de incentivo à leitura  “Rio: uma Cidade de Leitores”, da Secretaria de Educação da Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro.  É conselheiro da Sociedade Brasileira de História da Ciência, um dos idealizadores da campanha #doeumlivro, nascida no twitter, que arrecadou cerca de 900 mil livros, em quatro anos; e coordenador da #RedeMIS, do Museu da Imagem e do Som, de São Paulo. Foi de 1991 a 2012 curador do Prêmio Jabuti, principal prêmio da Literatura Brasileira.

Publicou, entre outros, a tese de doutorado “Voar também é com os Homens, o pensamento de Mário Schenberg” (em 92). Dois anos depois, a tese foi transformada em livro, de mesmo nome, pela Edusp.

Multicultural, tem experiência na área de História, com ênfase em História das Ciências, atuando principalmente nos seguintes temas: história da ciência e ciência no século XVII, influências herméticas em Isaac Newton, ciência e religião, história da ciência no Brasil; bibliotecas públicas, políticas públicas de promoção do livro e da leitura, judaísmo, cinema, e elaboração, produção, viabilização e implantação de projetos e eventos culturais, e gestão de presença em redes sociais.

Goldfarb é oficiante do culto da sinagoga da Associação Brasileira “A Hebraica” de São Paulo, dedicando-se especialmente à presença da instituição nas mídias digitais; conselheiro da Biblioteca Haroldo de Campos (Casa das Rosas – Secretaria de Estado da Cultura); e presidente do Conselho Deliberativo da Associação Amigos do Museu Judaico de São Paulo, entre outros. Recebeu do Conselho Regional de Biblioteconomia do Estado de São Paulo o “IX Prêmio de Biblioteconomia Paulista Laura Russo”. Foi eleito membro honorário da Academia Paulista de Educação. É consultor de projetos do terceiro setor e de desenvolvimento de ações no Twitter.Com sua atuação em projetos de incentivo à leitura, conseguiu criar cerca de 200 bibliotecas em cidades, em diversos estados do país, que não tinham bibliotecas.       

Na já citada #RedeMIS, do Museu da Imagem e do Som de São Paulo, desenvolve oficinas e debates, sempre com foco principal nas redes sociais. Dentro da #RedeMIS, também coordena o #CineCiência, uma vez por mês com filmes e debates, sempre com entrada franca. É criador e um dos coordenadores nacionais do Encontro dos Twitteiros Culturais (ETC), presente em 20 estados do País.  É torcedor fanático do Santos Futebol Clube.

Goldfarb atua também na área das comunicações através da TVPUC (canal universitário) com o programa de entrevistas “Nova Stella – Ciência em Debate”, que leva ao telespectador uma entrevista semanal com professores e pesquisadores da PUC e de outras universidades, sempre abordando a temática da ciência com perspectiva histórica e filosófica. Todo o mês, em um único dia, os quatro programas do mês são gravados, aberto para o público, no Museu da Imagem e Som atraindo desde apaixonados por Ciência a estudantes de Jornalismo, interessados em conhecer os bastidores de um programa de televisão.

 

 

 

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS