O concerto faz parte da série com patrocínio da Secretaria do Estado de Cultura do Rio de Janeiro.

Rio de Janeiro – O Gnu, grupo de música contemporânea, fará o último concerto do ano neste domingo, dia  2 de dezembro,  às 11h, na Sala Villa-Lobos (av. Pasteur 436 – fundos, Urca, no Centro de Letras e Artes da Unirio) o segundo dos quatro concertos patrocinados pela Secretaria do Estado de Cultura (SEC-RJ). Os ingressos custam R$2,00 e R$ 1,00 (meia entrada).  Os outros dois  concertos acontecem até o fim de maio de 2013.

            O grupo – formado por Diana Maron (soprano), Maria Carolina Cavalcanti (flauta), Thiago Tavares (clarineta), Ayran Nicodemo (violino), Murilo Alves (violoncelo), Tiago Calderano (percussão), Antônio Ziviani e Pablo Panaro (piano), com direção musical do compositor Marcos Lucas –  apresentará obras de Claude Debussy (Sonata para Violoncelo e Piano), Alexandre Schubert (Duas Miniaturas), Guillaume Connesson(Disco Tocatta) e John Cage (A Flower/The Wonderful Widow of Eighteen Springs).

           O Gnu está atualmente gravando seu primeiro CD, com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2013, com obras do compositor carioca Sergio Roberto de Oliveira, indicado ao Grammy Latino em 2011 e 2012.

Conjunto de câmara especializado na interpretação do repertório moderno e contemporâneo de música clássica, o Gnu – nome em referência ao mamífero africano - tem como principal objetivo difundir parte significativa da produção musical dos séculos XX e XXI, rica em linguagens, sonoridades e percepções. É conhecido por interpretar peças de compositores brasileiros e estrangeiros, entre nomes consagrados e jovens promessas, buscando criar uma atmosfera propícia à escuta através do prazer na execução das obras e do diálogo com o público.

Desde o início de sua formação, em 2003, o grupo vem contribuindo para o cenário da música contemporânea, através de encomendas e estréias de peças – número que ultrapassa 50 peças estreadas, de compositores como os brasileiros Sergio Roberto de Oliveira, Alexandre Schubert, Marcos Lucas, Caio Senna, J. Orlando Alves, Neder Nassaro, Paulo Rios Filho, Guilherme Bertissolo, Alexandre Espinheira, Danilo Guanais e Luciano Leite Barbosa; os norte-americanos Rami Levin e David Vayo; o inglês Alan Williams; o canadense Trevor Siemens e o norueguês Eivind Buene.

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS