Até o dia  28 de agosto acontece em São Paulo o encontro anual da Society for the History of Alchemy and Chemistry (SHAC) – sociedade fundada em 1936 na Inglaterra. É a primeira vez que o importante evento ocorre em uma cidade da América Latina. Cerca de 30 palestrantes do Brasil e do Exterior abordam diferentes tópicos da história da química e da alquimia do período medieval até os tempos atuais. Desde seu estabelecimento, em 1994, o Centro Simão Mathias de Estudos em História da Ciência (Cesima) organiza seminários, palestras e oficinas, além de receber pesquisadores do Brasil e do Exterior. Graças ao apoio da FAPESP, do CNPq e da PUC-SP, mantém um Centro de Documentação em Multimídia, que inclui equipamentos para a leitura e digitalização de fontes primárias (particularmente em microformas) para posterior armazenamento em formato digital e consulta online. Assim, estudantes e pesquisadores brasileiros podem, por exemplo, sem sair do país (reduzindo custos e tempo), ter acesso a textos e imagens de materiais antigos ou mesmo raros, que só seriam encontrados em bibliotecas, museus e universidades europeias.  As atividades do “Cesima Anno 20 – Crossing Oceans: Exchange of Products, Instruments, Procedures and Ideas in the History of Chemistry and Related Science” acontecem na Casa das Rosas, no Cesima e no Museu da Língua Portuguesa.

 

O Centro Simão Mathias de Estudos em História da Ciência (Cesima) da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) promove, entre 24 e 28 de agosto, na capital paulista, um evento internacional para comemorar seus 20 anos de existência. Trata-se do encontro anual da Society for the History of Alchemy and Chemistry (SHAC) – sociedade fundada em 1936 na Inglaterra –, que ocorre pela primeira vez em uma cidade da América Latina. Cerca de 30 palestrantes do Brasil e do Exterior abordam diferentes tópicos da história da química e da alquimia do período medieval até os tempos atuais. As atividades acontecem na Casa das Rosas (à avenida Paulista, 37), no Cesima (rua Caio Prado, 102, sala 48, 3º. andar) e no Museu da Língua Portuguesa (Praça da Luz, s/n).  Mais informações no link http://www.pucsp.br/pos/cesima/conferencia/index.html#home ou pelo telefone 11-3124-7209.

Ludus é uma carta, de 1675, depositada na Royal Society de Londres; a carta contém um envelope com um material medicinal, considerado excepcional naquela época.

Também são apresentados trabalhos relativos a estudos sobre a organização, aquisição e natureza do conhecimento, incluindo a transformação, em uma abordagem histórica, das árvores do saber da tradição antiga e medieval, as novas classificações disciplinares que são base da ciência contemporânea e o desenvolvimento de novos instrumentos de busca.

A abertura do encontro (intitulado “Cesima Anno 20 – Crossing Oceans: Exchange of Products, Instruments, Procedures and Ideas in the History of Chemistry and Related Science”) aconteceu no domingo, dia  24, às 19h30, na Casa das Rosas, com a grande palestra internacional “Michael Faraday and the chemical history do a candle”, com o Prof. Dr. Frank James, diretor da Royal Institution, da Inglaterra. O Prof. James apresentou o livro mais importante de Faraday (nascido em 22 de setembro de 1791 e falecido em 25 de agosto de 1867), que segundo bons historiadores da química deveria ser ensinado a todos aqueles que vão aprender a ciência.

O evento é indicado principalmente a professores, pesquisadores e estudantes, interessados em história da ciência e as modernas tendências nesta área.                Também participam da realização do encontro  o Centro de Lógica e Epistemologia e História da Ciência (CLE) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a SHAC.

 

                 Sobre o Cesima

O Centro Simão Mathias de Estudos em História da Ciência (Cesima) congrega pesquisadores assim como estudantes de graduação e pós-graduação de diversas áreas e instituições. Localizado no campus Marquês de Paranaguá da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, busca promover estudos centrados na História da Ciência.

Desde seu estabelecimento, em 1994, organiza seminários, palestras e oficinas, além de receber pesquisadores do Brasil e do Exterior. Graças ao apoio da FAPESP, do CNPq e da PUC-SP, mantém um Centro de Documentação em Multimídia, que inclui equipamentos para a leitura e digitalização de fontes primárias (particularmente em microformas) para posterior armazenamento em formato digital e consulta online.

Os resultados desses projetos de pesquisas são concretizados por meio da implementação de três eixos. Um deles referente à biblioteca virtual; outro segundo a realização de intercâmbios com centros de pesquisa no Brasil e no Exterior; e um terceiro relativo à publicação de trabalhos tanto na série “Selo Simão Mathias” quanto em outros meios.

A biblioteca virtual está constituída de documentos impressos e manuscritos, adquiridos como microformas (depois digitalizadas) ou já na forma digital, a partir de pesquisa em acervos documentais especializados. O acervo hoje conta com dezenas de milhares de obras em estreita ligação com os projetos dos pesquisadores envolvidos.

Os intercâmbios vêm acontecendo tanto por ocasião de saídas de pesquisadores a outros centros, através de seminários, encontros de trabalho e pesquisas em acervos especializados; quanto por meio da vinda de pesquisadores desses centros ao Cesima.

As publicações têm sido decorrentes dos levantamentos e pesquisas em estreita ligação com os dois eixos anteriores. Nesse sentido, acontecem tanto publicações conjuntas sobre um tema específico quanto coletâneas de trabalhos individuais.

“O Cesima, como a primeira biblioteca digital universitária em nosso País, foi uma novidade inclusive internacionalmente. Desde sua criação, graças a sua produção internacional e seus vínculos de pesquisa de centros destacados, tornou-se uma referência para os estudos em história da ciência e áreas correlacionadas, como política científica, organização e gerenciamento científico, sociologia da ciência e epistemologia”, diz José Luiz Goldfarb, professor da PUC-SP e um dos coordenadores do comitê organizador do evento.

 

Veja algumas das conferências do encontro (programação completa no link http://www.pucsp.br/pos/cesima/conferencia/index.html#home)

 

“Allen Debus Lecture – Michael Faraday and the chemical history of a candle” –

(Michael Faraday e a histópria química da vela”) – Frank James, Royal Institute, Inglaterra;

How workers learnt chemistry” (“Conferência ‘Allen Debus’ – Como os trabalhadores aprenderam química”) – Robert Anderson, Univ. of Cambridge, Inglaterra;

“Allen Debus Lecture – How workers learnt chemistry” (“Conferência ‘Allen Debus’ – Como os trabalhadores aprenderam química”) – Robert Anderson, Univ. of Cambridge, Inglaterra;

“The Transmission of the battery in Europe and America” (A Transmissão da bateria na Europa e América) –  Hasok Chang, Univ. of Cambridge, Inglaterra;

“Back to the origins of the modern scientific method: Pietro d’Abano and the relationship between medicine and other disciplines” (“De volta às origens do método científico moderno: Pietro d’Abano e a relação entre medicina e outras disciplinas”) - Floriano J. Cesar, USJT, São Paulo, Brasil;

 “What did alchemy learn from medicine? Disciplinary exchanges in late medieval Europe” (“O que a alquimia aprendeu da medicina? troca entre disciplinas na Idade Média tardia na Europa”) – Jennifer M. Rampling, Princeton University, EUA;

“The Impact of Davy’s agricultural in North America”;

(“O impacto da agricultura química de Davy na América do Norte”) – Frank James, Royal Institution, Inglaterra;

 “Using Twitter to promote science and education: we again facing the beginning of a ‘New Science’?” (“Usando o Twitter para promover a ciência e a educação: estamos novamente vivenciando o início de uma ‘Nova Ciência’?”) – José Luíz Goldfarb (PUC-SP/Cesima, São Paulo, Brasil;

 “Contradiction in reasoning: an evil or a blessing?” (“Contradição no raciocínio: um mal ou uma benção?”) – Walter Carnielli, CLE, Campinas, Brasil;

 “Automatic concept extraction and its application to text analysis and comprehension” (“Extração automática de textos e sua aplicação para a análise e compreensão de textos”) – Eliseo B. Reategui, UFRGS, Brasil;

 

Alchemical images as documents for the history of Science: analysing representations of the Mercury/sulphur theory as provided in the treatise Splendor Solis” (“Imagens Alquímicas como documentos da história da ciência”) – Maria Helena Roxo Beltran, Cesima, Brasil;

 “Musical Knowledge in the history of Atalanta Fugiens” (sobre o conhecimento musical na história da alquimia) – Carla Bromberg, Cesima, Brasil;

Crossing over time: the place of chemistry in modern trees of knowledge (“Através dos tempos: o lugar da química na moderna árvore do conhecimento”) – Ana Maria Alfonso-Goldfarb, Marcia Ferraz, e Silvia Waisse, Cesima, Brasil;

The Chemistry of taste: science and gastronomy in 19th century cooking books (“A química do gosto: ciência e gastronomia nos livros de cozinha do século XIX”) – Cristiana L. M. Couto, Cesima, Brasil. 

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS