O site de relacionamento Coroa Metade é voltado para pessoas maduras a partir dos 40 anos de idade que procuram na Internet alguém com os mesmos valores e objetivos para compartilhar os bons momentos da vida a dois. Em cinco meses, completados no dia 22 de abril, o Coroa Metade ultrapassou a marca de quatro milhões de acessos, 20 mil cadastros e quatro mil assinantes. É uma boa dica de presente para filhos (de mães separadas, viúvas ou solteiras) que acreditam que a mamãe merece a chance de amar e de ser feliz com um novo companheiro.

 

Para os filhos que acreditam que a mãe merece encontrar um novo companheiro e ser feliz novamente no amor, uma boa e diferente sugestão de presente de Dia das Mães é o site Coroa Metade (www.coroametade.com.br), que no dia 22 de abril completou  cinco meses de existência.

O site foi criado pelo jornalista Airton Gontow, com base na sua história* pessoal e também nas histórias de amigos que estavam solteiros ou separados aos 40 anos e vivenciaram as dificuldades para encontrar alguém para uma relação estável. Em cinco meses, o Coroa Metade ultrapassou a marca de quatro milhões de  acessos, vinte mil cadastros e quatro mil  assinantes.

“Muitas mães contam por email ou mesmo pelo telefone que os filhos ajudam no preenchimento do cadastro e do perfil, assim como na escolha das fotos. Por isso, tivemos a ideia de sugerir o Coroa Metade como uma opção diferente para de presente para o Dia das Mães”, diz Gontow, que acrescenta: “cada vez mais os filhos torcem e até incentivam a mãe a encontrar um novo amor. Afinal, não podem retribuir com egoísmo a todo o amor que receberam (e recebem) durante toda a vida”.

O preço da assinatura mensal é de R$ 37,90. A trimestral sai por R$ 74,70 (em até 3 X de 24,90 com cartão de crédito) e a semestral à vista por R$ 113,40 (que equivale a R$ 18,90 por mês, ou seja, 50% de desconto em relação ao preço da assinatura mensal) ou R$ 125,40 a prazo (em até 6 X de 20,90, com cartão de crédito).

O site tem cadastro gratuito para quem desejar conhecer como funciona (fazer buscas e ver perfis).  Mas a comunicação por chat e mensagens, além de pesquisas de compatibilidade e de outros serviços exclusivos, como escolher quem verá ou não as fotos e saber quem se interessou pelo perfil, é só para assinantes. Daí as vantagens em adquirir uma assinatura (além do cadastro, existe também uma semana de degustação gratuita da assinatura). “Assim direcionamos o serviço para quem realmente está buscando encontrar um relacionamento sério pela Internet e afastamos os aventureiros”, diz Gontow.

De acordo com o criador do site, não é todo mundo que procura pela sua cara metade. Há pessoas que pela faixa etária, pela falta de vontade de frequentar baladas ou de se expor a apresentações feitas por amigos e parentes procuram na Internet alguém com os mesmos valores e objetivos para compartilhar os bons momentos da vida a dois.  É para essas pessoas que criamos o Coroa Metade, o  site de relacionamentos para quem está na melhor parte da vida”, diz Gontow.

O Coroa Metade segue os famosos modelos de matchmaker, sites de encontros, surgidos nos Estados Unidos, onde as pessoas preenchem amplos cadastros antes de começar a teclar. O objetivo é traçar o perfil pessoal do eventual parceiro (a) e assim aumentar as chances de encontrar alguém que realmente valha à pena.  “Vimos em nossas pesquisas e encontros realizados com grupos que têm o perfil do site que a idade torna as pessoas mais seletivas. São homens e mulheres que não têm tempo a perder em encontros sem sentido, mas que ainda acreditam que é possível encontrar a sua coroa metade”, diz Gontow, que acrescenta: “Buscamos garantir aos nossos usuários a oportunidade de conhecer pessoas interessantes, com discrição, foco e privacidade”.

Nos Estados Unidos, nos últimos três anos aumentou em 39% o número de pessoas  a partir de 55 anos que usam sites de relacionamentos, segundo dados da empresa Experian Hitwise.  Após mais de um ano de pesquisas, Gontow e equipe chegaram à conclusão de que no Brasil, o primeiro site de relacionamentos voltado exclusivamente ao público maduro poderia ser direcionado para pessoas a partir dos 40 anos de idade.

O nome Coroa Metade é uma grande sacada, por resumir em duas palavras o objetivo do site e, claro, remeter à conhecida expressão “procuro pela minha cara metade”. Mesmo assim, Gontow só decidiu que esse seria mesmo o nome após meses de exaustivas pesquisas de opinião em diferentes lugares de São Paulo e Porto Alegre, sua cidade natal. “Perdemos algumas pessoas que não querem ser chamadas de coroas, mas o nome teve 84% de aprovação. De maneira geral, as pessoas percebem que é um nome carinhoso e, acima de tudo, hoje a moda não é esconder a idade, mas mostrar que tem saúde e qualidade de vida, na idade que a pessoa tem”, afirma.

O Coroa Metade tem também como diferencial o “Jornal Coroa Metade”, um diário online, que traz sempre novidades nas áreas de Saúde, Estética, Beleza, Moda, Turismo, Comportamento e Gastronomia – voltadas ao público mais maduro, que busca qualidade de informação.

Airton Gontow, 51 anos, é jornalista. Trabalhou nos jornais Folha de S. Paulo, Folha da Tarde e Jornal da Tarde. Publicou artigos em inúmeros jornais, como O Estado de S. Paulo, o Liberal (Pará), Correio da Paraíba, A Tribuna (Santos), Diário da Manhã (Goiânia), MetroNews (São Paulo), Zero Hora (Porto Alegre), DCI (São Paulo), Folha de Araçatuba, Grupo1 de Jornais de Bairro (São Paulo), Jornal de Piracicaba, O Imparcial (Presidente Prudente), Correio de Sergipe, Correio da Paraíba e Meio Norte (Teresina); revistas como Veja, Boa Forma, Viagem e Turismo, lounge!, Lounge gourmet, Forma Física, Voto e desCasados; portais como IG e da revista Placar; e blogs, como dos jornalistas Juca Kfouri, Milton Jung e Fernando Vannucci. Foi editor-assistente da revista A Hebraica e editor-chefe da Viaje Bem, revista de bordo da Vasp. Escreveu e editou, ao lado de Marcos Faerman, o livro-imagem A Hebraica. Editou o livro Jerusalém – 3.000 mil anos pela Paz.  Tem contos premiados e crônicas publicadas em diversos jornais e revistas. Há poucos anos ganhou quatro viagens a Nova York, com as despesas pagas, em um concurso lançado pelo Telecine, que pedia um breve texto sobre o filme “Bee Movie”. Publica no facebook a divertida página “Umazinha Só. Mas todos os dias”. É há 20 anos diretor de redação da Gontof Comunicação, empresa de assessoria de comunicação.

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS