Acontece de 10 de setembro a 29 de outubro, sempre às terças-feiras, o curso de História Judaica da Cátedra de Cultura Judaica da PUC-SP, ministrado pelo professor Mauro David Cukierkorn. A Cátedra é resultado de uma parceria do Centro da Cultura Judaica com a Pontifícia Universidade Católica. O curso situa a trajetória judaica contemporânea em torno  de grandes temas da história da Humanidade, alicerçado na consagração de uma cultura do diálogo. Informações e inscrições no site da http://www.pucsp.br/pos-graduacao/especializacao-e-mba/historia-judaica-olhares-judaicos-nacionalismo-e-universalismo-a-consagracao-da-diversidade.  Quem não é aluno da PUC-SP também pode se matricular. A primeira aula é aberta.

 

Professor Cukierkorn desvenda os mistérios da história judaica

Um novo e instigante curso de História Judaica tem início no dia 10 de setembro na Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), ministrado pelo professor Mauro David Cukierkorn. Em seu terceiro módulo, o professor Cukierkorn situa O curso situa a trajetória judaica contemporânea em torno  de grandes temas da história da Humanidade, alicerçado na consagração de uma cultura do diálogo.  As aulas acontecem às sempre terças-feiras, das 19h30 às 21h30.  São oito aulas ao total, com término no dia 29 de outubro. O valor do curso é de R$ 400,00 (em quatro parcelas iguais de R$ 100,00). Informações pelo telefone 11-3124-9600 ou através do link http://www.pucsp.br/pos-graduacao/especializacao-e-mba/historia-judaica-olhares-judaicos-nacionalismo-e-universalismo-a-consagracao-da-diversidade –  As aulas acontecem na unidade Consolação da PUC-SP (rua da Consolação, 881). Veja o link com a apresentação do curso pelo professor Mauro Cukierkorn: http://www.youtube.com/watch?v=sgAvaAJYZ8Q#t=17

“Faremos um estudo abrangente, que procura mostra o pluralismo de olhares judaicos sobre temas caríssimos à trajetória desse povo na busca do ideal de tolerância, paz e liberdade. Entre os temas, o papel social da religião, o nacionalismo e o universalismo hebreu; os desafios do diálogo entre Estado, Religião, Ciência e Tradição; o antissemitismo em suas formas de expressão e a tolerância como forma de resistência a este terrível fenômeno histórico; e o século XXI, a reaproximação entre irmãos (de João Paulo II à Cultura do Diálogo do Papa Francisco). É um curso que consagra a diversidade e, ao mesmo tempo, é uma história de tolerância”, diz o professor Cukierkorn, que é graduado em História pela PUC-SP e membro  do Conselho Editorial da Revista Projeto História, publicada pelo Programa de Pós-Graduação em História da PUC-SP (1995-96).

Segundo José Luiz Goldfarb, presidente da Cátedra de Cultura Judaica – que é resultado de uma parceria da PUC-SP com o Centro de Cultura Judaica – os cursos ministrados permitem uma compreensão do papel do Judaísmo dentro do panorama da História Universal, mostrando a história do povo judeu dos primórdios bíblicos até o período contemporâneo e enfatizando as complexas relações entre religião, ciência e política. “Os cursos ministrados pelo professor Mauro Cukierkorn exploram os caminhos para uma cultura  de tolerância”, destaca Goldfarb.

“Os cursos realizados pela nossa Cátedra, como Poesia Bíblica, ministrado por Ariel Finguerman, e de Cultura Judaica, dado pela professora Cecília Bem David, assim como os primeiros dois módulos ministrados pelo professor Mauro, tiveram cerca de 80% de alunos de fora da comunidade judaica, o que é muito interessante neste mundo que precisa, muito dos diálogos entre as diferentes culturas e religiões, como bem mostrou no Brasil o Papa Francisco em sua recente e importantíssima visita. Aqui no País ainda é novidade uma Cátedra como essa, mas é uma realidade existente em diversos países”, afirma. “Como já destacamos algumas vezes, universidades católicas pelo mundo afora mantém estudos dedicados ao Judaísmo; assim como a Universidade Hebraica de Jerusalém mantém uma área de ensino e pesquisa dedicada ao Cristianismo. Por isso, nada mais oportuno que a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo criasse sua Cátedra de Cultura Judaica”, acrescenta.

José Luiz Goldfarb, presidente da Cátedra de Cultura Judaica da PUC-SP

De acordo com Goldfarb, os alunos dos cursos da Cátedra têm um perfil bem variado. “Os cursos são instigantes para pesquisadores, professores e estudantes de graduação; pós-graduação nas áreas de História, Geografia, Ciências Sociais, Economia, Serviço Social, Relações Internacionais; e professores do Ensino Médio, assim como interessados em geral, mesmo quem não tem conhecimento prévio sobre os assuntos abordados”, completa José Luiz Goldfarb.

 

Veja a ficha técnica e o “resumo” do curso “Olhares Judaicos: Nacionalismo e Universalismo – a consagração da diversidade”

 

Tópicos do curso:

O módulo estuda o pluralismo de olhares judaicos sobre a trajetória do povo judaico na busca do ideal de tolerância, paz e liberdade.
Aborda ainda o papel social da religião, o nacionalismo e o universalismo hebreu.

Estado, Religião e Ciência: a convivência da tolerância:

  • Secularismo e teocracia;
  • Convivência do secularismo e religião no Estado de Israel;
  • Ciência e religião;
  • Tradição e religião;
  • Uma narrativa das experiências diversas de concepção de Estado na história do povo judeu: dos reinos de Israel ao Estado secular contemporâneo.
  • Ciência e fé: (“Deus não joga dados”) na visão do físico Albert Einstein a partir de sua célebre frase em seus trabalhos “Como Vejo o Mundo” e “A Carta de Deus”.

Diálogo Inter-religioso no Século XXI:

  • A reconciliação Vaticano e judaísmo no século. XXI: da Encíclica de João Paulo II, a “Jesus de Nazaré” volume 3 de Bento XVI e “A Cutura do Diálogo”, Papa Francisco.

Nacionalismo e Universalismo:

  • O debate histórico dentro do judaísmo da questão universalismo versus nacionalismo, a partir de do debate de Karl Marx em “A Questão Judaica”.

Antissemitismo X Tolerância:

Uma análise ampla do fenômeno do antissemitismo e suas várias formas de expressão nos EUA no século XX, tendo como alicerce o caso do casal Rosenberg nos EUA.

 

Professor:  Mauro David Cukierkorn. É graduado em História PUC-SP (1987) e  membro  do Conselho Editorial da Revista Projeto História, publicada pelo Programa de Pós-Graduação em História da PUC-SP (1995-96). Atuou na área de ensino como docente da disciplina de História em diversas escolas da capital e interior de São Paulo, nos níveis Fundamental e Médio, bem como em cursos pré-vestibulares e preparatórios para o ENEM. Desenvolveu material didático para cursos pré-vestibulares e redigiu textos sobre História do Brasil para o programa Turma da Cultura, na TV Cultura. Atualmente, desenvolve projetos nas áreas de Educação e Cultura.

Quando: oito aulas de duas horas cada, às terças-feiras, das 19h30 às 21h30, com início dia 10 de setembro e término no dia 29 de outubro.

Inscrição: até o dia 3 de setembro pelo site ou 10 de setembro pessoalmente

Valor total do curso: R$ 400,00 (em quatro parcelas de R$ 100,00).

A primeira aula é aberta.

A quem o curso se destina: pesquisadores, professores e estudantes de graduação; pós-graduação nas áreas de História, Geografia, Ciências Sociais, Economia, Serviço Social, Relações Internacionais; e professores do Ensino Médio, assim como interessados em geral, mesmo quem não tem conhecimento prévio sobre os assuntos abordados

Informações pelo telefone 11-3124-9600 ou através do link http://www.pucsp.br/pos-graduacao/especializacao-e-mba/historia-judaica-olhares-judaicos-nacionalismo-e-universalismo-a-consagracao-da-diversidade

 

Sobre a Cátedra de Cultura Judaica

Instalada em novembro de 2010, a Cátedra da Cultura Judaica da PUC-SP tem como objetivo a promoção de estudos diversos de relevância da Cultura Judaica, em aspectos como a língua hebraica, judaísmo bíblico e contemporâneo, políticas internacionais e história dos povos antigos. Busca também criar instrumentos para a compreensão e fomento ao diálogo intercultural e fortalecimento do diálogo inter-religioso, assim como identificar e valorizar o papel das comunidades judaicas na formação sociocultural do Brasil, discutir a diversidade cultural, sob a temática da promoção de valores éticos a partir da perspectiva judaico-cristã; apoiar o desenvolvimento de pesquisas de demanda sobre judaísmo-cristianismo e a nacionalidade brasileira; articular ações entre os setores público, privado, universitário e governamental para a utilização de conteúdos de referência no ensino; sugerir a adoção de conteúdos e disciplinas de temáticas pertencentes aos estudos sobre cultura judaica  nos cursos de graduação e pós-graduação, produzir a difusão de conhecimentos a respeito de cultura judaica, capacitar  professores e alunos de escolas públicas e particulares de Ensino Médio com relação aos diálogos inter-religiosos, identificar e avaliar experiências internacionais e promover debates com dirigentes e sociedade.

A criação da Cátedra de Cultura Judaica da PUC-SP foi aprovada no Conselho Universitário (Consun) do mês de outubro de 2010, por unanimidade. O processo de sua criação, no entanto, vem se desenrolando desde o final de 2009, quando o secretário-executivo da Fundação São Paulo, José Rodolpho Perazzolo, esteve em Roma para um encontro de universidades católicas, onde a questão foi levantada. De volta ao Brasil, em conjunto com o reitor, iniciou o processo de criação de uma área de estudos judaicos na PUC-SP.

 

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS