Acontece de 22 de outubro a 10 de dezembro, sempre às terças-feiras, das 19h30 às 21h30, o curso de História Judaica da Cátedra de Cultura Judaica da PUC-SP, ministrado pelo professor Mauro David Cukierkorn. A Cátedra é resultado de uma parceria do Centro da Cultura Judaica com a Pontifícia Universidade Católica. O curso situa a trajetória judaica contemporânea em torno  de grandes temas da história da Humanidade, alicerçado na consagração de uma cultura do diálogo. Informações e inscrições no site da http://www.pucsp.br/pos-graduacao/especializacao-e-mba/historia-judaica-olhares-judaicos-nacionalismo-e-universalismo-a-consagracao-da-diversidade.  Quem não é aluno da PUC-SP também pode se matricular. Inscrições abertas até o dia 18 de outubro.

 

Prof. Mauro Cukierkorn dá um curso instigante na PUC-SP

Um novo e instigante curso de História Judaica tem início no dia 22 de outubro na Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), ministrado pelo professor Mauro David Cukierkorn. Em seu terceiro módulo, o professor Cukierkorn situa a trajetória judaica contemporânea em torno  de grandes temas da história da Humanidade, alicerçado na consagração de uma cultura do diálogo.  As aulas acontecem às sempre terças-feiras, das 19h30 às 21h30.  São oito aulas ao total, com término no dia 10 de dezembro. O valor do curso é de R$ 300,00 (em três parcelas iguais de R$ 100,00). Informações e inscrições (podem ser feita até 18 de outubro) pelo telefone 11-3124-9600 ou através do link http://www.pucsp.br/pos-graduacao/especializacao-e-mba/historia-judaica-olhares-judaicos-nacionalismo-e-universalismo-a-consagracao-da-diversidade –  As aulas acontecem na unidade Consolação da PUC-SP (rua da Consolação, 881). Veja o link com a apresentação do curso pelo professor Mauro Cukierkorn: http://www.youtube.com/watch?v=sgAvaAJYZ8Q#t=17

“Faremos um estudo abrangente, que procura mostra o pluralismo de olhares judaicos sobre temas caríssimos à trajetória desse povo na busca do ideal de tolerância, paz e liberdade. Entre os temas, o papel social da religião, o nacionalismo e o universalismo hebreu; os desafios do diálogo entre Estado, Religião, Ciência e Tradição; o antissemitismo em suas formas de expressão e a tolerância como forma de resistência a este terrível fenômeno histórico; e o século XXI, a reaproximação entre irmãos (de João Paulo II à Cultura do Diálogo do Papa Francisco). É um curso que consagra a diversidade e, ao mesmo tempo, é uma história de tolerância”, diz o professor Cukierkorn, que é graduado em História pela PUC-SP e membro  do Conselho Editorial da Revista Projeto História, publicada pelo Programa de Pós-Graduação em História da PUC-SP (1995-96).

Segundo José Luiz Goldfarb, presidente da Cátedra de Cultura Judaica – que é resultado de uma parceria da PUC-SP com o Centro de Cultura Judaica – os cursos ministrados permitem uma compreensão do papel do Judaísmo dentro do panorama da História Universal, mostrando a história do povo judeu dos primórdios bíblicos até o período contemporâneo e enfatizando as complexas relações entre religião, ciência e política. “Os cursos ministrados pelo professor Mauro Cukierkorn exploram os caminhos para uma cultura  de tolerância”, destaca Goldfarb.

“Os cursos realizados pela nossa Cátedra, como Poesia Bíblica, ministrado por Ariel Finguerman, e de Cultura Judaica, dado pela professora Cecília Bem David, assim como os primeiros dois módulos ministrados pelo professor Mauro, tiveram cerca de 80% de alunos de fora da comunidade judaica, o que é muito interessante neste mundo que precisa, muito dos diálogos entre as diferentes culturas e religiões, como bem mostrou no Brasil o Papa Francisco em sua recente e importantíssima visita. Aqui no País ainda é novidade uma Cátedra como essa, mas é uma realidade existente em diversos países”, afirma. “Como já destacamos algumas vezes, universidades católicas pelo mundo afora mantém estudos dedicados ao Judaísmo; assim como a Universidade Hebraica de Jerusalém mantém uma área de ensino e pesquisa dedicada ao Cristianismo. Por isso, nada mais oportuno que a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo criasse sua Cátedra de Cultura Judaica”, acrescenta.

José Luiz Goldfarb, presidente da Cátedra de Cultura Judaica

De acordo com Goldfarb, os alunos dos cursos da Cátedra têm um perfil bem variado. “Os cursos são instigantes para pesquisadores, professores e estudantes de graduação; pós-graduação nas áreas de História, Geografia, Ciências Sociais, Economia, Serviço Social, Relações Internacionais; e professores do Ensino Médio, assim como interessados em geral, mesmo quem não tem conhecimento prévio sobre os assuntos abordados”, completa José Luiz Goldfarb.

 

Veja a ficha técnica e o “resumo” do curso “Olhares Judaicos: Nacionalismo e Universalismo – a consagração da diversidade”

Sobre o curso e seus tópicos:

 

O módulo estuda o pluralismo de olhares judaicos sobre a trajetória do povo judaico na busca do ideal de tolerância, paz e liberdade.
Aborda ainda o papel social da religião, o nacionalismo e o universalismo hebreu.

Estado, Religião e Ciência: a convivência da tolerância:

  • Secularismo e teocracia;
  • Convivência do secularismo e religião no Estado de Israel;
  • Ciência e religião;
  • Tradição e religião;
  • Uma narrativa das experiências diversas de concepção de Estado na história do povo judeu: dos reinos de Israel ao Estado secular contemporâneo.
  • Ciência e fé: (“Deus não joga dados”) na visão do físico Albert Einstein a partir de sua célebre frase em seus trabalhos “Como Vejo o Mundo” e “A Carta de Deus”.

Diálogo Inter-religioso no Século XXI:

  • A reconciliação Vaticano e judaísmo no século. XXI: da Encíclica de João Paulo II, a “Jesus de Nazaré” volume 3 de Bento XVI e “A Cutura do Diálogo”, Papa Francisco.

 

 

Nacionalismo e Universalismo:

  • O debate histórico dentro do judaísmo da questão universalismo versus nacionalismo, a partir de do debate de Karl Marx em “A Questão Judaica”.

Antissemitismo X Tolerância:

Uma análise ampla do fenômeno do antissemitismo e suas várias formas de expressão nos EUA no século XX, tendo como alicerce o caso do casal Rosenberg nos EUA.

Professor: Mauro David Cukierkorn. É graduado em História PUC-SP (1987) e  membro  do Conselho Editorial da Revista Projeto História, publicada pelo Programa de Pós-Graduação em História da PUC-SP (1995-96). Atuou na área de ensino como docente da disciplina de História em diversas escolas da capital e interior de São Paulo, nos níveis Fundamental e Médio, bem como em cursos pré-vestibulares e preparatórios para o ENEM. Desenvolveu material didático para cursos pré-vestibulares e redigiu textos sobre História do Brasil para o programa Turma da Cultura, na TV Cultura. Atualmente, desenvolve projetos nas áreas de Educação e Cultura.

Quando: oito aulas de duas horas cada, às terças-feiras, das 19h30 às 21h30, com início dia 22 de outubro e término no dia 10 de dezembro.

Inscrição: até o dia 18 de outubro

Informações pelo telefone 11-3124-9600 ou através do link http://www.pucsp.br/pos-graduacao/especializacao-e-mba/historia-judaica-olhares-judaicos-nacionalismo-e-universalismo-a-consagracao-da-diversidade

Investimento total no curso: R$ 300,00 (em três parcelas de R$ 100,00).

Local do curso: Campus Consolação – Unidade COGEAE – rua da Consolação, 881 – Tel: 11-2134-9600.
A quem o curso se destina: pesquisadores, professores e estudantes de graduação; pós-graduação nas áreas de História, Geografia, Ciências Sociais, Economia, Serviço Social, Relações Internacionais; e professores do Ensino Médio, assim como interessados em geral, mesmo quem não tem conhecimento prévio sobre os assuntos abordados. Quem não é aluno da PUC também pode se matricular.

Sobre o curso de extensão de História Judaica como um todo: o curso de extensão de História Judaica aborda a história do povo judeu desde os primórdios bíblicos até hoje os dias de hoje. Enfatiza as complexas relações entre a religião, ciência e política e explora caminhos para uma cultura de tolerância, tanto na organização do povo hebreu quanto em sua relação com outros povos.

 

 

Sobre a Cátedra de Cultura Judaica

Instalada em novembro de 2010, a Cátedra da Cultura Judaica da PUC-SP tem como objetivo a promoção de estudos diversos de relevância da Cultura Judaica, em aspectos como a língua hebraica, judaísmo bíblico e contemporâneo, políticas internacionais e história dos povos antigos. Busca também criar instrumentos para a compreensão e fomento ao diálogo intercultural e fortalecimento do diálogo inter-religioso, assim como identificar e valorizar o papel das comunidades judaicas na formação sociocultural do Brasil, discutir a diversidade cultural, sob a temática da promoção de valores éticos a partir da perspectiva judaico-cristã; apoiar o desenvolvimento de pesquisas de demanda sobre judaísmo-cristianismo e a nacionalidade brasileira; articular ações entre os setores público, privado, universitário e governamental para a utilização de conteúdos de referência no ensino; sugerir a adoção de conteúdos e disciplinas de temáticas pertencentes aos estudos sobre cultura judaica  nos cursos de graduação e pós-graduação, produzir a difusão de conhecimentos a respeito de cultura judaica, capacitar  professores e alunos de escolas públicas e particulares de Ensino Médio com relação aos diálogos inter-religiosos, identificar e avaliar experiências internacionais e promover debates com dirigentes e sociedade.

A criação da Cátedra de Cultura Judaica da PUC-SP foi aprovada no Conselho Universitário (Consun) do mês de outubro de 2010, por unanimidade. O processo de sua criação, no entanto, vem se desenrolando desde o final de 2009, quando o secretário-executivo da Fundação São Paulo, José Rodolpho Perazzolo, esteve em Roma para um encontro de universidades católicas, onde a questão foi levantada. De volta ao Brasil, em conjunto com o reitor, iniciou o processo de criação de uma área de estudos judaicos na PUC-SP.

 

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS