Uma pesquisa recém divulgada pelo Recife Convention & Visitors Bureau avaliou que os resultados gerados pela Copa do Mundo em Pernambuco foram positivos para 71,2% dos associados. Em relação ao Brasil, 84,8% acreditam que o Mundial foi positivo para o País.  A sondagem foi realizada entre os dias 24 e 31 de julho pela Método Pesquisa e Consultoria. O objetivo foi conhecer as expectativas dos associados do Recife Convention e os resultados em seus negócios com relação à competição realizada nos meses de junho e julho. Também foi avaliada a opinião dos entrevistados quanto aos resultados gerados pelo evento para o estado de Pernambuco e para o Brasil.  Segundo a entidade, 59 associados responderam o questionário.

Lindo cenário na Praia dos Carneiros – crédito da foto: Airton Gontow

Em termos de visibilidade do destino,  75,5% dos entrevistados aprovaram o legado da Copa para Pernambuco. “Para o empresário pernambucano, o Mundial superou as expectativas”, diz Bruno Herbert, presidente do Recife Convention. “Investimos nos equipamentos para receber os turistas, ampliamos a oferta de hospedagem, aumentamos a rede de locais para eventos e esperamos o retorno ao longo dos próximos anos”, destaca.

Considerando todos os aspectos sobre a realização da Copa do Mundo no Brasil as opiniões se dividiram entre os que acham que “o futuro irá dizer” (49,2%) e os que afirmaram ter sido a “maior promoção já existente para o Brasil” (45,8%).

A mobilidade urbana foi outro tema avaliado, com baixo índice de aprovação: 19,3% aprovaram para o estado e 17,5% para o Brasil. Em termos de novos equipamentos privados e públicos, 26,4% consideraram o legado do mundial positivo para Pernambuco . Para o Brasil esse percentual chegou a 31,6%.

No comparativo entre janeiro e junho de 2013 com o mesmo período deste ano, 48,3% afirmaram que a variação foi maior em razão da Copa do Mundo.

Rua do Recife Antigo – crédito da foto: Airton Gontow

Entre os associados que responderam à pesquisa, o maior percentual foi daqueles ligados aos Meios de Hospedagem (37,3%). Em seguida, se posicionaram os dos setores de Alimentos e Bebidas (15,3%), a Agência de Viagens/Receptivo (13,6%) e Organização de Eventos (11,9%).

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS