Além de Gontow, foram premiados, com um belo troféu e sete mil reais, outros quatro profissionais em Jornalismo OnLine, Radiojornalismo, Telejornalismo e Fotojornalismo.  Também receberam prêmios (troféu e mil reais) cinco internautas que enviaram fotos (categoria #MeuBemPará) e cinco estudantes de Comunicação Social, na categoria “Universitário”. 

 

O jornalista, cronista e diretor do site de relacionamento Coroa Metade, Airton Gontow, foi agraciado em Belém, no Pará, com o prêmio de 1º.

Cerimônia de premiação, em Belém - crédito para Thiago Gomes/Agência Pará

Cerimônia de premiação, em Belém – crédito para Thiago Gomes/Agência Pará

Lugar em Jornalismo Impresso, categoria Profissional, na 4ª. Edição do “Prêmio de Jornalismo em Turismo Comendador Marques dos Reis”, pela melhor matéria escrita sobre o estado do Pará (“Jesus não nasceu lá, mas a cidade é divina”, revista “Qual Viagem”).

A cerimônia de entrega dos prêmios foi realizada na noite de 15 de novembro, no Teatro Maria Sylvia Nunes, na Estação das Docas, durante o Publicom Belém 2017. O prêmio foi uma iniciativa da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo do Pará (Abrajet Pará), com o apoio das Secretarias de Turismo (Setur) e Comunicação (Secom), da Abrajet Nacional e do Sindicato dos Jornalistas do Pará (Sinjor/PA). Além de Gontow,  foram premiados, com um belo troféu e sete mil reais, outros quatro profissionais em Jornalismo OnLine, Radiojornalismo, Telejornalismo e Fotojornalismo.

Também receberam prêmios (troféu e mil reais) cinco internautas que enviaram fotos (categoria #MeuBemPará) e cinco estudantes de Comunicação Social, na categoria “Universitário”, em Jornalismo Impresso, Jornalismo OnLine, Radiojornalismo, Telejornalismo e Fotojornalismo.

Ao todo foram mais de 400 inscrições em apenas dois meses. “Nós fomos surpreendidos com o grande número de inscrições, o que mostrou que o prêmio tomou uma dimensão muito grande dentro do estado. O nível dos trabalhos foi alto e contou com participantes de todas as regiões do Pará e de outros estados do Brasil”, afirma Isa Arnour, presidente da Abrajet Pará.

Isa Arnour, presidente da Abrajet Pará. Crédito da foto para Rodolfo Oliveira/ Agência Pará

Isa Arnour, presidente da Abrajet Pará. Crédito da foto para Rodolfo Oliveira/Agência Pará

De acordo com o secretário de Estado de Turismo, Adenauer Góes, o turismo não pode prescindir da comunicação. “As pessoas circulam de um lado para outro com base nas informações que recebem dos profissionais de mídia”, diz.

Para Miriam Petrone, presidente da Abrajet Nacional, “um evento dessa magnitude, com prêmio em dinheiro, auditório lotado e a presença de autoridades, mostra o quanto a seccional Pará valoriza os jornalistas de Turismo.

 

 

Conheça os vencedores da edição 2017:

 

Categoria Profissional

Gontow-recebe-o-prêmio-do-secretário-de-Turismo,Adenauer-Góes- crédito da foto: Rodolfo Oliveira/Agência Pará

Gontow-recebe-o-prêmio-do-secretário-de-Turismo,Adenauer-Góes- crédito da foto: Rodolfo Oliveira/Agência Pará

* Jornalismo Impresso: Airton Gontow – “Jesus não nasceu lá, mas a cidade é divina” (revista “Qual Viagem”);

* Radio-jornalismo: Luis Fernando Machado – “Série Festival das Tribos de Juruti” (Rádio Cultura do Pará);

* Telejornalismo: João Jadson – “Círio, um fim de semana em que a fé flui pelas ruas de Belém” (TV Liberal)

* Jornalismo On Line: Gerson Nogueira – “Aromas, temperos e sabores a serviço do turismo do Pará” (portal Diário On Line)

* Fotojornalismo: Celso Lobo – “Fotógrafo leva imagens da Amazônia para a Europa”.

 

Categoria Universitário

* Jornalismo Impresso: Ana Laura da Silva Carvalho – “Princesa do Marajó acena a visitantes” (Unama);

* Radio-jornalismo: Erlane Pereira dos Santos – “Cametá: a beira do imaginário popular”;

* Telejornalismo: Leandro Tocantins Silva – “Chocolate Dona Nena” (Unama);

* Jornalismo On Line: Thais de Souza Amorim – “Conectividade em Algodoal”;

* Fotojornalismo: Felipe Cássio Coelho Nobre – “Chegadas e Partidas”.

 

Categoria: #meubempará

1º Lugar: Luiz Cláudio Nascimento Ferreira – “Cavalhada”;

2º Lugar: Rafael Fernando Serrão Chaves – “Quando a vida é uma poesia”;

3º Lugar: Otavio Henriques Nascimento Ferreira Neponucena – “Imponente”;

4º Lugar: Maria da Conceição Miranda de Souza – “Pedra do Ver-o-Peso”;

5º Lugar: Anderson dos Santos de Souza – “Olhar Carajás”.

 

 

 

Curta e compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS